Últimas notícias

IFC 2021 – III International Fish Congress reúne a cadeia do pescado de 24 a 26 de novembro em Foz

26/01/2021 16:09:00
IFC 2021 – III International Fish Congress reúne a cadeia do pescado de  24 a 26 de novembro em Foz

IFC 2021 – III International Fish Congress reúne a cadeia do pescado de 24 a 26 de novembro em Foz do Iguaçu- PR

O marco da nova era na produção aquícola brasileira em debate com os maiores especialistas de 4 continentes no III International Fish Congress & Fish Expo

O evento de referência da aquicultura brasileira chega à terceira edição com o maior encontro do setor do pescado, um marco da nova era em que vive a produção brasileira com a abertura de novos mercados e investimentos em expansão da produção e do processamento. O III International Fish Congress & Fish Expo será realizado nos dias 24, 25 e 26 de novembro no Maestra Convention – Recanto Cataratas Thermas e Resort em Foz do Iguaçu-PR. O evento vai reunir feira de negócios com mais de 100 estandes de empresas nacionais e internacionais, espaço para novas tecnologias de recirculação, mostra de trabalhos científicos e palestrantes de mais de 15 países, entre os maiores especialistas do mundo.

“Este ano vamos para a terceira edição do IFC Brasil, de consolidação deste grande encontro do setor. Inovamos ao criar o evento em 2019,com o conceito de reunir em um só tempo e lugar o conjunto da cadeia produtiva do pescado, para discutir tendências, projetar o futuro e construir caminhos para o desenvolvimento com a visão de futuro, de - Consolidar uma Cadeia Competitiva e Sustentável. O setor entendeu a proposta e o evento foi um sucesso, com mais de 1.200 participantes” cita Altemir Gregolin, Ex. Ministro da Pesca e Presidente do IFC 2021.

A Diretora Executiva do IFC 2021 destaca que a proposta do International Fish Congress é unir o setor, as entidades, promover diálogos, aproximar, definir pautas e estratégias comuns “Estamos vivendo um momento ímpar, com uma grande evolução da cadeia de pescados brasileira na última década, especialmente na aquicultura e na indústria. Além de fortalecer o mercado interno, estamos ampliando as exportações e nos inserindo no mercado externo, o que é muito relevante. Ao escoar nossa produção para o mundo, temos maiores condições de desenvolver o potencial pesqueiro e aquícola, que é o nosso grande desejo” ,afirma Panty.

Aquisições, fusões e investimento na aquicultura

O evento se propõe a debater a sustentabilidade do setor que cresce a passos largos, na esteira das cooperativas no Sul do país que agregaram a expertise da produção avícola para a cadeia do pescado “O Brasil tem um grande potencial, com capacidade para produzir 20 milhões de toneladas/ano. Temos as melhores condições do mundo para a produção, clima favorável, uma costa demais de 8.500 km de extensão, 13% da água doce do mundo, espécies nobres, além de fontes de matéria-prima como soja e milho para ração de qualidade. Para isso, precisamos ter a cadeia estruturada e sermos competitivos globalmente. O evento se propõe a avançar nessas discussões”, enfatiza Gregolin.

Diante deste latente potencial, o International Fish Congress destaca-se como uma bússola para a organização de cadeia de pescados. “Na perspectiva de desenvolvimento competitivo, sustentável e focado no mercado global. Esse é o tripé do evento”, informa Gregolin. “Desde a primeira edição, em 2019, o IFC tem esse mote. Por isso é um evento de cadeia”, completa.

A difusão de informações é fundamental para o desenvolvimento da cadeia. “Todos os atores precisam conversar, ter unidade e estratégia. Tudo começa com o nivelamento adequado de informações, apresentar o que tem de mais moderno e, a partir daí, definir estratégias numa visão de longo prazo, compreendendo as tendências mundiais”.

Tendências globais de consumo de pescados como praticidade, produção sustentável social e ambientalmente são questões que impactam a cadeia. “O consumidor quer saber como a proteína foi produzida, qual o impacto regional, em termos de emprego e renda, como impacta nas condições de vida das pessoas, de preservação ambiental, entre outros. Tudo isso com competitividade e qualidade”, afirma.

Em um momento do setor marcado por investimentos internacionais e nacionais, aquisições e abertura de novos mercado para novos produtos, o evento pontua a discussão sobre os temas chave e estratégias de crescimento sustentável, com painéis de discussão e a presença das maiores empresas do setor.

O evento que amadurece com o setor

O vórtice motriz do evento são as demandas do setor que compõe a programação do evento que nasceu para cumprir o papel de unir o setor em torno de temas comuns, avanços e difundir tecnologias.

“Em 2020, quando todos os eventos do setor foram cancelados por conta da pandemia, pensamos que o setor não podia prescindir da realização uma nova edição do IFC Brasil. Nos desafiamos, inovando mais uma vez, realizamos um evento híbrido e conectamos conferencistas do mundo inteiro com nossos profissionais, produtores, empresários, prestadores de serviços e universidades. O evento superou todas as expectativas” complementa Gregolin.

Nesta terceira edição que será realizada de 24 a 26 de novembro além dos palestrantes internacionais, o evento vai oferecer uma experiência nova com o Hands On Aqua, um espaço para interação com novas tecnologias como recirculação e produção em alta densidade, produção em grandes tanques e novas tecnologias que estão chegando no mercado. Serão apresentadas tecnologias inéditas e lançamentos serão feitos na Fish Expo, feira de negócios que vai reunir mais de 100 empresas de nutrição, sanidade, equipamentos e aditivos para a aquicultura.

Destaque ainda para rodada de negócios e o Arena do Conhecimento Sebrae que reúne a cada ano os temas estratégicos para a organização e fortalecimento da governança e liderança local, e na estruturação da assistência técnica dos pequenos produtores e na ampliação de mercado e canais de comercialização.


3° International Fish Congress - Todos os Direitos Reservados © 2021
Desenvolvido por: BRSIS